Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Muito me contas

Blog sobre a actualidade, a vida e sempre com uma pitada de positividade!

Muito me contas

Blog sobre a actualidade, a vida e sempre com uma pitada de positividade!

Está um friiio...

2015-2.png

Está um frio que não podemos. Não podemos com ele. Parece que nos corta. Corta-nos o movimento, a fala e as expressões. 'Está um friiio...' foi a expressão que mais ouvi hoje. Foi, provavelmente, a frase mais exclamada.

Mas o frio não é desculpa. Vivam os aquecedores, os cachecóis, as luvas, os casacos de inverno e os polares. Louvemos às pantufas, às meias de pêlo, às mantas, às lareiras e salamandras. Às velas que aquecem o ambiente e ao sofá. Se há época do ano na qual sabe bem estar no sofá,  beber um chocolate quente ou chá e ver um filme é no inverno. Pois, aproveitemos.

 

 

Maria Inês,

Muito me contas

Dia de Reis

2015.png

 

Hoje é o sexto dia do ano. 2015 chegou e veio para ficar por mais 359 dias. E o que já fizemos em 5 dias? Mudámos alguma coisa? Há quem diga que ainda é cedo para mudanças ou que ainda existe tempo para colocar em prática o que propusemos para este ano. Mas há medida que o tempo avança, voltamos aos velhos hábitos e perdemos a força e a motivação de mudar. Portanto, não, não é cedo para agir.

Hoje é dia de Reis, o dia que encerra as festividades de Natal e Ano Novo. As luzes deixam as cidades, os saldos surgem nas lojas, o frio mantém-se mas os dias já começam a ficar mais longos. O bolo-rei volta à mesa e cantam-se as janeiras.

Estamos no primeiro mês do ano e é altura de comemorar! Comemorar uma missão cumprida. Sobrevivemos a 2014. Ano no qual tanto se falou em crise (se há palavra que não suporto é esta). Mas a crise foi uma janela de oportunidades para tantos. Uns exportam, outros constroem algo seu. Tal como se diz: 'Depois da tempestade, vem a bonança'. E é assim mesmo.

Muito vos contei? Só vocês saberão.

 

Maria Inês,

Muito me contas

Malditas segundas-feiras?

2_muitomecontas.png

 

Hoje é segunda-feira, mal ligamos o facebook no telemóvel podemos constatar este facto. Porquê? Ora, porque existe toda uma mística à volta da 'segunda-feira'.

Primeiro dia da semana significa que o fim-de-semana terminou. 'Oh, não!! Mais uma semana de trabalho...'. Porque pensamos assim!? Não gostamos do trabalho ou é simplesmente resmunguice de o fim-de-semana ter realmente terminado? Não sei, só sei que a cada segunda-feira as redes sociais são inundadas de frases como: 'Ainda faltam 5 dias para o fim-de-semana!; Hoje é segunda-feira... o pior dia da semana', muitas acompanhadas de imagens elucidativas ao tema. Enfim, as segundas são um frenesim. Não sei como é possível continuar durante a semana sem um enorme cansaço despoletado pela loucura que se vive às segundas. 

Encaremos este dia como uma janela aberta, como a rampa de lançamento para a semana, como o início de uma nova história. Porque não sorrir e agarrar as oportunidades e vencer os obstáculos em vez de entrarmos na semana com uma visão negativa!? Quem não ouviu já que devemos começar com o pé direito? E se entrámos com esse pé em 2015, porque não dar-lhe prioridade no início de cada semana deste ano?

Certo será que ao iniciarmos a semana com uma visão optimista, a probabilidade de essa se tornar numa boa semana será grande! No entanto, uma boa semana não significa que tudo seja 'um mar de rosas'. Não, até porque se assim fosse não evoluiríamos. Não é por acaso que também ouvimos que 'aprendemos com os erros', acrescento: aprendemos com as dificuldades, com os obstáculos, enfim, com os planos b's, c's (até que hajam letras para continuarmos). Afinal, tal como o provérbio popular: 'viver não custa, o que custa é saber viver'. 

Portanto, não dificultemos o processo. Toca a encarar a segunda-feira como o 1º dia da semana (ou 2º, contando com o domingo) como uma oportunidade para brilhar.

Muito vos contei? Nada de novo, apenas a possibilidade de implementarem o que já sabem.

Segundas assim, têm outro gosto!

 

 

Maria Inês,

Muito me contas

Ano novo... vida nova, cliché?

1_muitomecontas.png

  

Ano novo... vida nova, cliché? Talvez. E que mal tem? Que mal tem aproveitar-se a inspiração de um novo ano para finalmente se ter aquela coragem que faltava? Para agarrar a oportunidade que chega, para se tirar uma ideia do papel, para a concretização de um sonho, para se ter a coragem de falar com aquela pessoa ou para simplesmente se fazer uma mudança. Mudança na forma de estar, de pensar e de agir. De se ser mais compreensivo e de se dar importância ao que realmente merece atenção.

Digo-vos que de mal, nada tem. Tem até de bom. Bom, porque a mudança vem sempre acompanhada de algo positivo, quanto mais não seja de algo com o qual possamos aprender e evoluir. 

Terminei 2013 a praguejar que 2014 seria um ano muito melhor, muito positivo e ao longo do qual iria evoluir tanto pessoal como profissionalmente. Contagiei amigos e familiares que ao longo deste ano que terminou me perguntaram e disseram: 'Como está o teu 2014?; Tinhas razão, 2014 revelou-se um óptimo ano!; Já estás a preparar 2015?'. É verdade, 2014 foi um ano melhor que o anterior e com o qual evoluí a diversos níveis. Felizmente não só eu, mas também os meus amigos e familiares tiveram um bom ano.

2014, check! Segue-se 2015 e, se '14 foi um ano melhor, o meu desejo é que este ano seja um ano de revelação, de conquistas, de evolução e de aprendizagem. Um ano com um balanço muito positivo!

Se vos posso dar um conselho (e a mim também) é o de seguirem os vossos desejos, de respeitarem as pessoas que vos rodeiam, de definirem metas a atingir, de desvalorizarem o que não importa e de se valorizarem. Já todos ouvimos 'se eu não gostar de mim, quem gostará?'. Dediquem e ocupem tempo a fazer o que gostam e o que vos faz sentir bem, não só porque começa um novo ano, mas para usufruirem do que de bom vos oferece a vida. Não só porque começa um novo ano, mas porque a mudança é boa. Rodeiem-se de pessoas que vos façam bem e que sejam felizes já que a felicidade dos outros nos-é sempre contagiante. 

Muito vos contei?

 

Talvez sim. Mais vos contarei ao longo deste novo percurso (é verdade, também me inspirei com o novo ano e cá estarei para muito vos contar).

Desde já, agradeço a vossa passagem pelo 'Muito me contas' que espero que seja sempre positiva. Aguardo os vossos comentários, mensagens e opiniões.

 

 

Maria Inês,

Muito me contas

Pág. 2/2